thumbs

Este mês rezamos por

"Permaneçam unidos e não se esqueçam que o amor vence tudo" Padre José Kentenich 

 

Seguindo o nosso Fundador e confiando profundamente no que Jesus nos diz: "Se dois de entre vós se unirem, na Terra, para pedir qualquer coisa, hão-de obtê-la de meu Pai que está no Céu. Pois, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, Eu estou no meio deles.» Mt 18, 19-20,

Abrimos esta nova secção para podermos conhecer e partilhar as alegrias, contrariedades, sofrimentos e desafios da Igreja e da nossa comunidade e suas famílias, e assim, na força da Aliança de Amor e da oração, a partir do Santuário e dos Santuários Lar, podermos cultivar os vínculos e sermos mais família, mais comunidade. Como diz o nosso Papa "quando uma família reza unida, o vínculo torna-se mais forte".

Nesse sentido, começamos por apresentar as intenções do Papa, para que a cada dia possamos unir-nos a toda a Igreja.

Partilhamos aqui as intenções da Liga de Famílias de Lisboa. 

Veja também como integrar a corrente de oração e capital de graças da Rede Viva de Oração nos Santuário Lar e nos cantinhos de oração em casa, nestes tempos em que o impacto do Coronavirus precisa tanto de oração e capital de graças.

 

  •  Intenções do Papa Francisco | Fevereiro 2021

    rezamos por Papa.setembro

    Intenção

    A violência contra as mulheres (Universal)

    Rezemos pelas mulheres vítimas de violência, para que sejam protegidas pela sociedade e os seus sofrimentos sejam considerados e escutados.

     Reflexão

    Neste mês de fevereiro, o Papa Francisco chama-nos a atenção para o tema da violência exercida contra as mulheres. O apelo vai muito além de uma causa social, de igualdade ou de justiça, como se pudéssemos delegar simplesmente este assunto às autoridades ou organismos que se dedicam à proteção e acompanhamento de mulheres vítimas de violência. O Santo Padre põe o acento na escuta e consideração dos sofrimentos das mulheres. Ora, estas duas atitudes implicam, da nossa parte, uma aproximação efetiva e um agir em relação às situações que possamos encontrar no nosso dia a dia.

    Costuma-se dizer que “a sociedade somos todos nós”. Isto tem tanto de verdade como de despersonalizante. Há certamente um crescimento maior a ter, enquanto sociedade, na consciência e ação contra a violência exercida em contexto doméstico, laboral ou social. Mas esta mudança apenas será uma realidade quando, da parte de cada um, houver sensibilidade relativamente ao modo de tratar as mulheres, particularmente nas violências subtis, modos de pensar, avaliações quotidianas, troça, atitudes grosseiras, coisificações normalizadas e habituais. Não fiquemos apenas nos crimes aberrantes que aparecem nas notícias, os quais é imperativo denunciar e combater, mas falemos de uma realidade muito mais complexa.

    Como forma de combater estas atitudes, por vezes tão normalizadas, podemos cultivar as atitudes contrárias: valorizar, acolher, dialogar, tratar de igual para igual, ter respeito. Sobretudo, dar-se conta que esta violência acontece à nossa volta, junto de nós e que talvez, de forma inconsciente, pactuemos com ela. Somos chamados a cultivar um olhar verdadeiro e uma escuta atenta para com cada mulher que encontrarmos e a fazemos crescer uma genuína gratidão pelo dom de cada mulher, ao mesmo tempo que crescemos numa compaixão ativa para com as tantas formas como a sua dignidade é posta em causa.

    Oração

    Pai bom,
    Tu que amas cada um dos teus filhos e filhas,
    Faz frutificar em mim os dons do teu Espírito,
    para que aprenda a amar como Tu amas.
    Dá-me a graça de olhar para cada mulher com o olhar do coração,
    o olhar capaz de dar pleno valor e encher-se de gratidão.
    Peço-Te por todas as mulheres vítimas de violência,
    que os seus sofrimentos sejam escutados e considerados,
    e que me empenhe cada dia pela dignidade da sua vida,
    sabendo que, como diz o Santo Padre,
    “uma conquista a favor da mulher
    é uma conquista em prol da humanidade inteira”.
    Pai-Nosso...

    Desafios

    • Dispor-me a escutar com atenção o sofrimento das mulheres que conheço, com tempo, com atitude de acolhimento.Tomar consciência das formas subtis e implícitas de violência que existem na sociedade, muitas delas toleradas e normalizadas nas conversas, preconceitos ou estigmas sociais.

    • Considerar o valor imprescindível que as mulheres trazem aos vários âmbitos da vida social, eclesial, laboral, política, etc.
    • Proteger com diligência as mulheres que sofrem, intervindo ou denunciando situações que conheço, ou colaborando com instituições que trabalham no apoio a mulheres vítimas de violência.

    O vídeo do Papa

     

    créditos do vídeo: The Pope Video – www.thepopevideo.org – by Pope’s Worldwide Prayer Network www.popesprayer.va

  • 1
  • Intenções da Liga de Famílias

    Este mês de Maio de 2021  procuremos rezar terço em família por estas intenções:

    • Pelo fim da pandemia com o Papa Francisco
    • pelo valor da vida em todas as circunstâncias
    • Por todos os doentes da liga e casais em dificuldades
    • Pela formaçao e discernimento dos novos Militantes
    • Pelos monitores e pelo lançamento do Arco 6
    • Pela familia como celula fundamental duma nova sociedade

  • 1

Vai Acontecer

Retiro Arco 5
Sáb maio 08 @08:00 - 09:00
Semana da vida
Dom maio 09 @08:00 - 09:00
Semana da vida
Seg maio 10 @08:00 - 09:00
Semana da vida
Ter maio 11 @08:00 - 09:00

 IRS

contribuicoes 2

deixa a tua marca

 

 

 

 

Este site utiliza cookies. Continuando a navegar está automaticamente a autorizar os mesmos. Continuar